02/06/2011

Sindicato reverte demissão de bancário do Santander, com 34 anos de banco

A sanha de demissão do Santander não tem limites. Na semana passada, o Sindicato conseguiu reverter, na Justiça, a dispensa de um funcionário que tinha sido colocado para fora depois de 34 anos e quinze dias de serviços prestados ao banco. Além de estar em período de estabilidade pré-aposentadoria, Severo Hansen de Barros também era portador de doença ocupacional: há três anos, tinha Síndrome de Impacto e tendinite.

Supervisor de operações do banco, Severo foi demitido em setembro do ano passado. Mas, por problemas de saúde, só procurou o Sindicato em março deste ano. A ação foi distribuída no dia 15 de março, por meio da advogada Márcia Santos, do escritório de advocacia Galindo, Falcão e Gomes, que presta serviço ao Sindicato. A reintegração foi deferida em audiência no dia 24 de maio, mas Severo permanece de licença, pela Previdência Social.

Bradesco – Um mês antes da Justiça decidir pela volta de Severo, a mesma advogada já tinha garantido o retorno do bancário Bruno Leonardo, do Bradesco de Escada, mais um trabalhador demitido apesar de ser portador de doença ocupacional. Confira.

Compartilhe no
Notícias relacionadas...

Outras notícias...

Expediente:
Presidenta: Suzineide Rodrigues • Secretário de Comunicação: Epaminondas Neto • Conselho Editorial: Suzineide Rodrigues, Epaminondas Neto, Josenildo Santos, Beatriz Albuquerque e Expedito Solaney • Jornalista Responsável: Beatriz Albuquerque  Redação: Beatriz Albuquerque e Brunno Porto • Produção de audiovisual: Kevin Miguel •  Programação Visual: Bruno Lombardi