17/06/2013

Bancário encontrado morto em Olinda era delegado Sindical da Caixa

O técnico bancário e estudante de jornalismo, Gibson José Souto da Rocha, encontrado morto em seu apartamento em Rio Doce, Olinda, na manhã do último domingo (16), era delegado sindical da Caixa Marcos Freire. A hipótese aventada pela polícia, segundo divulgaram os jornais, é de que ele tenha sido envenenado pelo próprio companheiro.

“Ao que tudo indica foi crime passional, mais um. O Sindicato lamenta muito a morte trágica, se solidariza com a dor da família pela perda, e espera que o ato de violência não fique impune”, observa Anabele Silva, secretária de Comunicação do Sindicato e empregada da Caixa.

O Sindicato entrou em contato com a agência e conversou com os colegas de Gibson. Todos estavam muito tristes e lamentaram a perda. “Ele era uma liderança e muito querido por todos”, diz Anabele. Além de trabalhar na Caixa e estudar jornalismo, na Faculdade Joaquim Nabuco, Gibson era técnico em Química, pelo Instituto Federal de Pernambuco, e lecionava em três escolas de Olinda.

A polícia recolheu amostras de substância, semelhante a chumbinho, encontrada numa garrafa de refrigerantes que estava sobre o computador. Peritos do Instituto de Criminalística retornariam ao apartamento da vítima, nesta segunda, para análise mais detalhada do cenário do crime.

Leia mais sobre o crime no Jornal do Commercio e no Diário de Pernambuco.  

Compartilhe no
Notícias relacionadas...

Outras notícias...

Expediente:
Presidenta: Suzineide Rodrigues • Secretário de Comunicação: Epaminondas Neto • Conselho Editorial: Suzineide Rodrigues, Epaminondas Neto, Josenildo Santos, Beatriz Albuquerque e Expedito Solaney • Jornalista Responsável: Beatriz Albuquerque  Redação: Beatriz Albuquerque e Brunno Porto • Produção de audiovisual: Kevin Miguel •  Programação Visual: Bruno Lombardi