09/09/2019

Sindicato realiza plenária sobre defesa da Cassi nesta sexta-feira (13/9)



Os funcionários do Banco do Brasil estarão reunidos na próxima sexta-feira (13), às 19h, no Sindicato dos Bancários de Pernambuco para participar da Plenária em defesa da Cassi e dos Bancos Públicos. A atividade culminará com o Encontro Nacional de Saúde dos Funcionários do BB, que ocorrerá no dia 28 de setembro, em São Paulo.

“A presença dos delegados sindicais do BB, assim como de todos os participantes da Cassi é fundamental para  aprofundarmos as ações em defesa da nossa Caixa de Assistência. As entidades estão solicitando ao BB maior prazo para negociações com o objetivo de construirmos uma proposta de consenso”, afirma a secretária-Geral do Sindicato e membro da COE BB, Sandra Trajano.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) e demais entidades que participam da mesa de negociações com o Banco do Brasil e com a Caixa de Assistência dos Funcionários (Cassi) enviaram uma proposta para que o banco prorrogue o “Memorando de Intenções” que garante os recursos adicionais para a Cassi até dezembro de 2022.

“Cientes de que o atual momento da Cassi exige a comunhão de esforços, contamos com a contribuição do Banco do Brasil S/A para a construção de uma solução para o saneamento da sua dificuldade financeira, como também a reabertura da mesa de negociação com as Entidades”, diz o ofício.

A presidenta do Sindicato, Suzineide Rodrigues, reforça o objetivo de um prazo para negociação maior do que o concedido pela ANS. “Queremos assegurar a sustentabilidade da Cassi e a manutenção dos serviços prestados aos participantes do Plano de Associados. Para isso, é necessário reabertura do diálogo com o Banco do Brasil”, ressalta.

A proposta
A proposta enviada pelas entidades ao Banco do Brasil trata sobre cinco temas: 1) governança, gestão e operacionalização da Cassi; 2) contribuição temporária dos participantes do plano de associados; 3) ressarcimento temporário e extraordinário de despesas pelo banco; prestação de contas, continuidade da contribuição, ressarcimento extraordinário e 5) disposições gerais.

“Queremos, com essa proposta, evitar medidas tomadas por um órgão externo, que não tem acúmulo de debate sobre a Cassi, ou a judicialização do tema, o que pode gerar ainda mais prejuízos para todos os interessados”, disse o coordenador Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), João Fukunaga. 

Compartilhe no
Notícias relacionadas...

Outras notícias...

Expediente:
Presidenta: Suzineide Rodrigues • Secretário de Comunicação: Epaminondas Neto • Conselho Editorial: Suzineide Rodrigues, Epaminondas Neto, Josenildo Santos, Beatriz Albuquerque e Expedito Solaney • Jornalista Responsável: Beatriz Albuquerque  Redação: Beatriz Albuquerque e Brunno Porto • Produção de audiovisual: Kevin Miguel •  Programação Visual: Bruno Lombardi