19/10/2018

Pagamento do 13º salário deve injetar R$ 211,2 bilhões na economia do país



Em tempo de ataques aos direitos dos trabalhadores, o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) divulgou um importante dado nesta quinta-feira (18). Até dezembro de 2018, segundo o órgão, o pagamento do 13º salário deve injetar mais de R$ 211,2 bilhões na economia brasileira. Este montante representa aproximadamente 3% do Produto Interno Bruto (PIB) do país e será pago a cerca de 84,5 milhões de brasileiros, que receberão, em média, R$ 2.320 cada um.


Para o cálculo foram reunidos dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Também foram considerados dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), da Previdência Social e da Secretaria Nacional do Tesouro. A estimativa não leva em conta os autônomos, assalariados sem carteira ou trabalhadores com outras formas de inserção no mercado de trabalho.


Confira o levantamento do Dieese.


“O 13º não é um custo, como declarou recentemente o general Mourão, candidato a vice na chapa de Jair Bolsonaro. Trata-se de um direito garantido na Constituição, que movimenta a economia e gera emprego e renda. Onde está o prejuízo a todos os brasileiros citado pelo candidato? Além de ignorar o impacto positivo na economia, quem defende o fim do 13º questiona a importância que esse recurso tem para os trabalhadores”, afirma o presidente da Fenae, Jair Pedro Ferreira.


Dos cerca de 84,5 milhões de brasileiros que devem ser beneficiados pelo pagamento do 13º salário em 2018, quase 48,7 milhões (57,6% do total), são trabalhadores no mercado formal e receberão perto de R$ 140 bilhões. Entre esses, os empregados domésticos com carteira de trabalho assinada somam 1,8 milhão. Os aposentados ou pensionistas do INSS representam 34,8 milhões (41,2% do total), que receberão cerca de R$ 72 bilhões. Considerando apenas os beneficiários do INSS, são 34 milhões de pessoas que receberão o valor de R$ 47,1 bilhões.


O número de pessoas que receberá o 13º salário este ano é superior em 0,6% ao calculado para 2017. Em relação ao montante, o valor apurado em 2018 cresceu 2,8%, o que significaria queda de -1,3% em relação à inflação (INPC) prevista para o ano.

Compartilhe no
Notícias relacionadas...

Outras notícias...

Expediente:
Presidenta: Suzineide Rodrigues • Secretário de Comunicação: Epaminondas Neto • Conselho Editorial: Suzineide Rodrigues, Epaminondas Neto e Adeílton Filho • Jornalista Responsável: Micheline Américo  Redação: Beatriz Albuquerque e Brunno Porto • Coordenação, Supervisão e Produção de audiovisual: Tempus Comunicação •  Programação Visual: Bruno Lombardi