01/09/2018

Filiados estão isentos da mensalidade sindical em setembro




A proposta aprovada pela base de mais de cem sindicatos do País, inclusive de Pernambuco, inclui uma nova cláusula referente à Contribuição Negocial para o financiamento da luta em defesa dos direitos dos trabalhadores. Em setembro, como o percentual será descontado nos salários dos trabalhadores, o Sindicato dos Bancários de Pernambuco não cobrará esta mensalidade aos seus filiados. 

Assim, será descontado de todos os trabalhadores da categoria, sócios e não-sócios, em percentual único e igual para todas a entidades sindicais, sem direito de oposição individual. Ficou estabelecido para fins de cobrança o valor de 1,5%, que incidirá sobre o salário do mês seguinte à assinatura do acordo e também sobre a Participação nos Lucros e Resultados (PLR).

“Em razão da reforma trabalhista, que visa ao enfraquecimento dos sindicatos, nossa receita sofreu uma queda considerável. Mesmo assim, entendemos que não seria justo que o sócio, que sempre contribui para o fortalecimento da entidade, pagasse um valor maior do que os bancários não sindicalizados”, esclarece a presidenta do Sindicato, Suzineide Rodrigues. 

A Contribuição Negocial é uma resposta da classe trabalhadora à reforma trabalhista, que com a não obrigatoriedade do pagamento do Imposto Sindical, pretende enfraquecer o movimento dos trabalhadores no Brasil. Debatida nos congressos regionais e nacionais dos bancários realizados no primeiro semestre deste ano, foi deliberada pela categoria a inclusão de proposta de cláusula específica na minuta de reivindicações entregue aos bancos e que foi, ou está sendo, objeto de negociação dentro da Campanha Nacional 2018.

Tanto para atender às demandas cotidianas, bem como para realizar as campanhas salariais que garantem os direitos e os benefícios para a categoria, as entidades sindicais contam com o apoio dos bancários para financiar tais ações fundamentais à sua vida. Os resultados dessa luta são convertidos em conquistas, usufruídas por todos os trabalhadores, sejam sindicalizados ou não, amparados por uma Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) válida em todo o País.

Compartilhe no
Notícias relacionadas...

Outras notícias...

Expediente:
Presidenta: Suzineide Rodrigues • Secretário de Comunicação: Epaminondas Neto • Conselho Editorial: Suzineide Rodrigues, Epaminondas Neto e Adeílton Filho • Jornalista Responsável: Micheline Américo  Redação: Beatriz Albuquerque e Brunno Porto • Coordenação, Supervisão e Produção de audiovisual: Tempus Comunicação •  Programação Visual: Bruno Lombardi