01/08/2018

Bancários buscam propostas concretas em negociação de hoje com a Fenaban


Previsto na lei da reforma trabalhista, o fim da ultratividade tornou a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) dos bancários válida até 31 de agosto. Assim, a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) deve apresentar respostas para as reivindicações da categoria na mesa de negociação que se realiza hoje (1º). Em pauta as cláusulas econômicas, cujos lucros cada vez mais altos dos bancos possibilitam assegurar o aumento real e Participação nos Lucros e Resultados (PLR) maior.


Já foram realizadas quatro rodadas e os bancos não deram respostas concretas à maioria das reivindicações da categoria.


“Nossa expectativa para hoje é de que a Fenaban apresente enfim um conjunto concreto de proposta que vá ao encontro às demandas da categoria. Caso contrário, vamos usar todas as nossas armas para garantir nossos direitos. Para isso, toda a categoria deve se manter unida e mobilizada”, ressalta a presidenta do Sindicato dos Bancários de Pernambuco, Suzineide Rodrigues.


Entre as principais reivindicações, destacam-se a manutenção da CCT com validade para toda a categoria, independentemente da remuneração do bancário; a garantia dos empregos e a valorização, com aumento real e PLR maior.


Confira as negociações anteriores com a Fenaban


> 1ª rodada: 

 Iniciada hoje (28) a primeira rodada de negociação da Campanha Nacional 2018


> 2ª rodada:  

Bancários reafirmam ultratividade em segunda mesa de negociação da Campanha 2018


> 3ª rodada:  

Bancos não apresentam solução para saúde e condições de trabalho dos bancários em terceira rodada de negociação


> 4ª rodada:  

Setor que mais lucra no Brasil se recusa garantir empregos na CCT

Compartilhe no
Notícias relacionadas...

Outras notícias...

Expediente:
Presidenta: Suzineide Rodrigues • Secretário de Comunicação: Epaminondas Neto • Conselho Editorial: Suzineide Rodrigues, Epaminondas Neto e Adeílton Filho • Jornalista Responsável: Micheline Américo  Redação: Beatriz Albuquerque e Brunno Porto • Coordenação, Supervisão e Produção de audiovisual: Tempus Comunicação •  Programação Visual: Bruno Lombardi