23/05/2018

Sindicato conquista 17ª reintegração nesta quarta-feira (23)



Nesta quarta-feira (23), o Sindicato dos Bancários de Pernambuco conquistou mais duas reintegrações. A primeira foi a do bancário Mikson de Azevedo, funcionário da Losango incorporado ao Bradesco - Agência Piedade. A segunda, contabilizando 17 reintegrações registradas este ano, foi a da bancária do Santander - Carpina, Emanoelle Correia Maia. Em 2017, a entidade garantiu o retorno ao emprego de 58 bancários.


Os diretores Ronaldo Cordeiro e Carlos Alberto acompanharam o cumprimento do mandado expedido pela Justiça do Trabalho de Jaboatão dos Guararapes (PE) no caso de Mikson, que é um dos 47 ex-financiários da Losango que foram realocados para agências bancárias devido à aquisição do HSBC pelo Bradesco. Já a reintegração de Emanoelle foi acompanhada pelo diretor da Federação dos Trabalhadores do Ramos Financeiro (Fetrafi-NE), Fernando Sales.


O funcionário Mikson atua há nove meses no autoatendimento do banco, apesar de não estar efetivado no quadro da empresa. “Eu recebi crachá e algumas senhas do Bradesco, mas meu contracheque continua sendo emitido pela Losango. Eu não tinha acesso às rotinas internas da agência e por isso me sentia escanteado. Essa é a realidade da maioria dos incorporados. Não acho adequada essa postura do Bradesco”, denuncia.




Após a demissão em 5 de março, Mikson procurou a Secretaria de Saúde do Sindicato onde recebeu as orientações para realização dos exames médicos. O diagnóstico de tendinite e bursite nos ombros, punhos e cotovelos e de perda de audição ocasionada pelo uso de head set quando era analista de crédito foi reconhecido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que concedeu benefício previdenciário (B-91).


No caso de Emanoelle, sua demissão aconteceu no dia 2 de abril e o Santander não apresentou nenhuma justificativa para o desligamento da funcionária. Com mais de 16 anos de banco, a bancária não possui histórico que viesse a comprometer sua carreira, mesmo realizando tratamento médico por ter adquirido Lesões por Esforços Repetitivos / Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (LER/Dort).


“O atendimento do Sindicato está de parabéns. Em pouco mais de um mês tudo foi resolvido. O jurídico agiu de todas as formas possíveis para que essa injustiça não fosse apenas mais um número entre os tantos que acontecem diariamente com os bancários”, ressalta Emanoelle.


De acordo com o secretário de Saúde, Wellington Trindade, no caso do Bradesco, o Sindicato está acompanhando diretamente o processo de incorporação dos funcionários e a denúncia apresentada pelos bancários afetados já foi levada para mesa de negociação através da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do banco. “Observamos que o Bradesco não recebeu esses funcionários de braços abertos. O banco alega que os funcionários foram destinados a determinadas funções pois estão em processo de aprendizagem. Esperamos que a empresa acolha esses bancários, inclusive, com a inclusão de todos no quadro de funcionários”, defende.


“Recebi orientações dos departamentos de saúde e jurídico do Sindicato que ingressou com a ação de reintegração. Por isso, indico a quem ainda não é sindicalizado que faça a filiação para fortalecer todos os trabalhadores. Além de benefícios, como o Clube de Campo, temos o apoio da entidade”, aconselha Mikson.

Compartilhe no
Notícias relacionadas...

Outras notícias...

Expediente:
Presidenta: Suzineide Rodrigues • Secretário de Comunicação: Epaminondas Neto • Conselho Editorial: Suzineide Rodrigues, Epaminondas Neto e Adeílton Filho • Jornalista Responsável: Micheline Américo  Redação: Beatriz Albuquerque e Brunno Porto • Coordenação, Supervisão e Produção de audiovisual: Tempus Comunicação •  Programação Visual: Bruno Lombardi