22/03/2017

Bradesco retira investimentos em lazer dos funcionários


O destino do patrimônio dos bancários oriundos do Bamerindus, atuais funcionários do Bradesco, será pauta da assembleia geral extraordinária convocada para o próximo dia 22 de abril, em Curitiba. O Sindicato dos Bancários de Pernambuco enviará um representante dos mais de cem associados do Estado, por meio de procuração individual, para defender os interesses da categoria.

Na ocasião, serão debatidas alternativas que visam solucionar o impasse da manutenção dos 21 clubes de campo dos funcionários. Isso porque quando o Bamerindus foi comprado pelo HSBC, o banco contribuía com um aporte financeiro para os custos de manutenção dos clubes. Porém, desde que o HSBC foi vendido ao Bradesco, em 2016, a taxa mensal paga pelos funcionários passou a ser o único recurso financeiro.

O Bradesco disse não ter interesse em investir nos clubes. O corte do aporte financeiro resultou em um deficit de R$ 2 milhões, em 2016. "Em Pernambuco, temos um desses clubes, em Aldeia. Por isso, o Sindicato irá realizar uma pesquisa com os associados oriundos do Bamerindus para definir a linha de defesa na assembleia", afirma a diretora do Sindicato e funcionária do Bradesco, Suzana Andrade.

Entre as propostas para o futuro dos clubes estão, até o momento, a abertura para novos sócios funcionários do Bradesco ou a venda do patrimônio para pagamento das dívidas e, se possível, rateio entre os associados. Na assembleia será votada a contratação ou não de um leiloeiro para avaliar o valor total do patrimônio.

Compartilhe no
Notícias relacionadas...

Outras notícias...

Expediente:
Presidenta: Suzineide Rodrigues • Secretário de Comunicação: Epaminondas Neto • Conselho Editorial: Suzineide Rodrigues, Epaminondas Neto e Adeílton Filho • Jornalista Responsável: Micheline Américo  Redação: Beatriz Albuquerque e Brunno Porto • Coordenação, Supervisão e Produção de audiovisual: Tempus Comunicação •  Programação Visual: Bruno Lombardi