Twitter FaceBook Orkut Contraf CUT
COMUNICAÇÃO
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
09/04/2012
Sindicato garante mais uma reintegração de bancário demitido pelo Bradesco

Luiz Kleber, funcionário do Bradesco, teve sua reintegração formalizada nesta segunda-feira, 9 de abril. No entanto, desde o dia 14 de fevereiro, ele já está de volta aos quadros do Bradesco, na agência de Afogados da Ingazeira.

Demitido em agosto do ano passado, ele constatou que era portador de doença ocupacional. Avisado do fato, o Bradesco insistiu na demissão ilegal. O bancário entrou com ação judicial através da advogada Márcia Santos, que presta serviço ao Sindicato. A decisão judicial saiu no dia 26 de janeiro mas, somente agora, seu retorno foi formalizado.

Luiz Kleber era gerente de Postos de Atendimento Avançado desde 2008. Já passara pelo posto de Solidão e, no ano passado, dava conta, sozinho, do posto em Tabira.

“A demanda era muito grande. Eu chegava às 7 horas no posto e, desde cedo, já tinha gente querendo ser atendida. Várias vezes eu solicitei que enviassem outro funcionário para o local”, conta o bancário.

Ao invés disso, o trabalhador foi presenteado com a demissão. E pior: em pleno expediente. “Quando chegaram pra me dar a notícia, havia muita gente pra ser atendida. Tanto que eles tinham trazido uma escriturária para ocupar meu lugar, mas quando ela viu a demanda, não aceitou, e a agência teve de ficar fechada”, diz Luiz.

De sua parte, ele indagou o motivo da dispensa. Recebeu a resposta de que não havia justificativa e recusou-se a assinar a carta de demissão. Dois meses após seu afastamento, o posto de Tabira, para o qual ele tanto solicitara mais funcionários, foi transformado em agência.

Luiz procurou o Sindicato e um médico. O banco não havia realizado exame demissional sob o pretexto de que o exame periódico ainda era válido. “Há cerca de dois anos, eu sentia um formigamento nas mãos. Falava sobre isso nos exames periódicos, mas nunca foi dada importância. Cheguei a pensar que era problema de coração. Depois da demissão, procurei um médico. Ele me encaminhou a um ortopedista e os exames constataram a doença ocupacional”, conta o bancário.

Mesmo de posse dos exames e informações, o banco insistiu na demissão. Luiz Kleber apelou para o Sindicato e a Justiça. A antecipação de tutela saiu no dia 26 de janeiro. Foi o tempo de concluir o prazo de licença médica e retornar ao trabalho. No dia 14, o funcionário foi incorporado à agência de Afogados da Ingazeira. “Fui muito bem recebido pelos colegas”, diz.

Na manhã desta segunda, com a presença de representantes do banco, do Sindicato e de um oficial de Justiça, a reintegração foi formalizada.

Fonte: Fabiana Coelho - Seec PE
Criado por: Marcos Paulo e Postado em: 10/4/2012 08:15:11
Compartilhe:
 

Expediente
Presidenta: Jaqueline Mello • Secretária de Comunicação: Anabele Silva • Conselho Editorial: Jaqueline Mello, Anabele Silva, Geraldo Times e João Rufino • Jornalista Responsável: Fábio Jammal Makhoul Redação: Camila Lima, Fabiana Coelho, Fábio Jammal Makhoul, Germano Rabello e Wellington Correia •  Programação Visual: Bruno Lombardi
Sindicato dos Bancários de Pernambuco - Av. Manoel Borba, 564 - Boa Vista, Recife/PE - Tel.: 81-33164233 - Fax.: 81-3316.4235